• Início
  • Brasil
  • Educadores têm até esta quarta-feira para escolher de livros didáticos

Educadores têm até esta quarta-feira para escolher de livros didáticos

Serão selecionadas obras destinadas a estudantes do ensino médio (Foto: Divulgação)BRASÍLIA – Encerra nesta quarta-feira, 6, o prazo dado pelo Ministério da Educação – MEC para que professores, diretores e coordenadores educacionais das redes públicas de ensino escolheram os livros didáticos a serem utilizados pelos alunos do ensino médio a partir do próximo ano. Para facilitar o processo, foi lançado o Guia de Livros Didáticos 2018, que oferece acesso à lista completa de obras sugeridas. No guia, o professor terá acesso a resenhas e informações das coleções aprovadas.

 

Nesta edição do Programa Nacional do Livro Didático - PNLD, serão selecionadas obras destinadas a estudantes e professores do ensino médio nas áreas de arte, biologia, filosofia, física, geografia, história, língua estrangeira moderna (inglês e espanhol), língua portuguesa, matemática, química e sociologia. “Com esta decisão do professor, vamos fazer um cruzamento com os dados do censo e adquirir os livros das editoras para atender as escolas”, explica o coordenador-geral do PNLD, Wilson Troque. 

Segundo ele, em um segundo momento, os Correios farão as entregas às escolas. Atualmente, cerca de 90% dos municípios brasileiros aderiram ao PNLD. Em 2018, o programa vai beneficiar cerca de 7 milhões de estudantes do ensino médio. “O programa do livro didático é altamente democrático e o maior do mundo, pois permite ao professor escolher os livros mais adequados à realidade da sua escola e à sua proposta didática”, destaca Wilson Troque. Ele ressalta a necessidade do educador observar a imparcialidade no momento da escolha, assim como procurar fazê-la “em comum acordo com os colegas”.

O registro da escolha deverá ser feito pelo diretor da instituição de ensino no Sistema PDDE Interativo. Caso algum diretor não tenha acesso ao sistema, deve entrar em contato com a secretaria de educação do seu estado e solicitá-lo. Como regra básica, devem ser selecionadas duas opções de coleções de cada componente curricular, de editoras diferentes. Caso não seja possível a aquisição dos livros da primeira opção, serão negociadas as obras da segunda opção.