• Início
  • Dia a Dia
  • SMTU realiza blitz para identificar mototaxistas clandestinos atuando em Manaus

SMTU realiza blitz para identificar mototaxistas clandestinos atuando em Manaus

(Foto: Marinho Ramos)
MANAUS - A partir de quinta-feira, 17, o mototaxista que for flagrado atuando de forma clandestina terá o veículo apreendido e receberá uma multa no valor de 40 Unidades Fiscais do Município – UFM, equivalente da R$ 3.351,20. Calcula-se que atualmente cerca de 10 mil mototaxistas clandestinos atuem em Manaus. A fiscalização vai abordar também os profissionais regularizados. O anúncio de realização de blitz para combater os mototaxistas piratas foi feito pelo superintendente municipal de Transportes Urbanos, Pedro Carvalho
.
Ele adiantou que, além dos fiscais da SMTU, será feita uma parceria com o Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito - Manaustrans e com o Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas - Detran-AM, para que os agentes desses dois órgãos atuem também nas fiscalizações de combate ao serviço de mototaxis clandestino. “Todos serão abordados. O mototaxista legalizado precisa estar em dia com a sua documentação e da moto. No caso de irregularidades apresentadas pelos mototaxistas permissionários, a moto será retida e liberada após sanadas as pendências junto à SMTU”, alertou.

Nas abordagens feitas pelos fiscais de transporte da SMTU será verificado se quem está prestando o serviço possui os critérios estabelecidos na Lei Federal 12.009, de 29 de julho de 2009, como ter 21 anos completos, possuir habilitação para dirigir motos há ao menos dois anos, ter especificado no campo “Observação” da Carteira Nacional de Habilitação - CNH que o condutor é mototaxista e ter sido aprovado em curso especializado, nos termos da regulamentação do Conselho Nacional de Trânsito - Contran. O condutor que não atender os requisitos da legislação terá o veículo apreendido.