• Início
  • Municípios
  • Vazante dos rios da região já afeta população de 11 municípios no interior do Amazonas

Vazante dos rios da região já afeta população de 11 municípios no interior do Amazonas

Seca dos rios já afeta população de 11 municípios amazonenses (Foto: Divulgação)MANAUS – Enquanto alguns municípios amazonenses ainda convivem com os problemas causados pela enchente dos rios, que colocou quase 50 municípios em situação de emergência, as populações de 11 municípios já sentem os efeitos da vazante, que causa desabastecimento no comércio e até falta de água potável. Esse é o caso de Canutama, Boca do Acre, Lábrea e Pauiní, na calha do Purus e ainda, Guajará, Ipixuna, Eirunepé, Itamarati e Envira na calha do rio Juruá, que estão em situação de alerta. Já Humaitá e Manicoré, na calha do rio Madeira, estão em situação de atenção.

 

De acordo com o secretário Executivo da Defesa Civil, coronel Fernando Pires Júnior, a calha do Juruá passa por processo de vazante, o que é normal para o período, já que estamos em pleno verão amazônico. “A falta de chuva na região, principalmente na região sudoeste do Estado, é muito grande”, disse o secretário o secretário. A Defesa Civil do Estado disse que a estiagem nas calhas dos rios do Amazonas continua sendo analisada pelo Centro de Monitoramento e Alerta - Cemoa. A Defesa Civil informou, ainda, que na segunda-feira, 11, o município de Carauari, a 42 quilômetros de Manaus, saiu da lista de situação de emergência por conta da enchente.

De acordo com os técnicos da Defesa Civil, o município, que estava afetado pela cheia do rio desde o mês de março, voltou à normalidade social. Durante o desastre, 3.122 famílias foram afetadas em pelo menos 65 comunidades do município. Carauari é o 12º município a deixar a condição. Permanecem 27 municípios na lista de emergência por causa da enchente. “Carauari, que estava em emergência por conta da enchente que ocorreu em 2017 e agora deixa essa situação por força do decreto, que eram 180 dias”, destacou o secretário Executivo da Defesa Civil.