• Início
  • Política
  • Deputado denuncia superfaturamento em aluguel de terreno pelo Detran-AM

Deputado denuncia superfaturamento em aluguel de terreno pelo Detran-AM

Demilson Chagas apresenta denúncia durante sessão na Assembleia Legislativa (Foto: Divulgação/Aleam)MANAUS – Ao completar 100 dias, o governo interino de David Almeida – PSD volta a se envolver em denúncia de superfaturamento de contrato. Desta vez, trata-se de um terreno no bairro de São Francisco, zona Sul, que estaria sendo alugado para o Departamento estadual de Trânsito- Detran-AM, onde serão depositados os veículos apreendidos. De acordo com o previsto no contrato, o aluguel vai custar aos cofres públicos R$ 209 mil por mês. Está revisto também o aluguel de duas empilhadeiras, no valor mensal de R$ 54,015 mil.

 

A denúncia foi apresentada nesta terça-feira, 22, pelo deputado Demilson Chagas – PEN, durante sessão na Assembleia Legislativa do Amazonas – Aleam. Segundo o deputado, o aluguel é de 60 meses (cinco anos). Pelos cálculos do parlamentar, no final desse prazo o governo do Estado terá desembolsado cerca de R$ 15 milhões, pelo aluguel do terreno e das duas empilhadeiras. Na semana passada a denúncia foi de superfaturamento de cirurgias eletivas que serão realizadas no Hospital Delphina Aziz.

O hospital, administrado por uma Organização Não Governamental – ONG, é também, segundo Dermilson Chagas, a unidade hospitalar do Estado onde não existe fila para cirurgias. “Nas demais unidades de saúde do Estado existem grandes filas de esperar. O exemplo é o Hospital Francisca Mendes, especializado em cirurgias cardíacas, onde existe uma fila de 570 pessoas, inclusive crianças, esperando para fazer uma cirurgia que pode lhes salvar a vida”, destacou o deputado, acrescentando “o dinheiro que será investido no aluguel desse terreno para o Detran deveria ser aplicado na párea de saúde”.